Atrações imperdíveis da Serra da Canastra

Quando se fala em lugares para se conhecer e até morar, certamente não pode faltar o Parque Nacional da Serra da Canastra. Localizado em Minas Gerais, o local dispõe de uma área protegida de mais de 200 mil hectares, e é muito prestigiado por suas exuberantes cachoeiras e paisagens. Além de desfrutar de grande diversidade histórica, conta com uma impressionante biodiversidade da fauna e da flora. Vale lembrar que o monumento natural abriga a nascente do Rio São Francisco, um dos mais importantes do Brasil e com uma vista de tirar o fôlego. Durante passeios pelo parque é possível observar espécies de plantas e vegetação do cerrado brasileiro, também é fácil avistar espécies de animais em extinção como o veado-campeiro, o lobo-guará e o tamanduá-bandeira.

A Serra com toda sua extensão territorial abrange seis municípios: São Roque de Minas, Sacramento, Vargem Bonita, Delfinópolis, São João Batista do Glória e Capitólio. E em todos esses municípios há um vasto turismo gastronômico, festivo e passeios incríveis.

A atrações mais conhecidas e procuradas são as cachoeiras; a mais famosa entre elas é a Casca D’Anta, um dos principais cartões postais da região por ser a primeira queda do Velho Chico. Além delas, é interessante apreciar o Poço das Orquídeas em São Roque de Minas, e os lagos e piscinas naturais na região de Paraíso Perdido, com suas pedreiras e os cânions, o local é um famoso ponto de visitação.

Dentre o turismo local, os eventos festivos são muito comuns, os mais prestigiados são o “O festival do Queijo Canastra”, que acontece de quinta a domingo no mês de Junho, o “Festival de Balão”, no mês de Julho, e o “Festival de Inverno”, com atrações culturais como festas e culinária típica mineira, na cidade de São Roque de Minas. A “Folia das Almas”, na semana santa, e o “Festival de Primavera”, com passeios em cachoeiras e shows na praça da cidade, também são muito conhecidos na região de Delfinópolis.

Para quem curte um passeio mais radical, em vários locais da Região das Águas, o rapel e a canoagem são permitidos. O parque também possui trilhas, com mais de 500 km, para motos, bicicletas e 4x4. E para aquelas pessoas que preferem uma atração mais leve e tranquila, alguns guias turísticos e a população local, organizam caminhadas para explorar a beleza rara da serra.

Outros passeios indispensáveis são os de barco e chalanas, mais comuns no munícipio de Capitólio. Também vale incluir o mirante na região do Vão dos Cândidos, a serra do Taboão e das Sete Voltas, o Chapadão da Babilônia e a visita na gruta do tesouro. Além dos morros e chapadas é imperdível o passeio de balão, que permite uma visão panorâmica de toda beleza do Parque Nacional.

Leia também

© 2018 MORADAS DA SERRA . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.